Artigo

Quem pode fazer lipoaspiração?

Quem pode fazer lipoaspiração?

A lipoaspiração é feita para remover depósitos de gordura localizada e modelar a silhueta. O procedimento melhora a proporção corporal e trata regiões específicas, como coxas, braços, pescoço, costas, abdômen, glúteos, etc.

Por isso, quem pode fazer lipoaspiração são pessoas que, apesar da prática regular de exercícios físicos, ainda apresentam contornos desproporcionais devido a esses pequenos excessos de tecido adiposo. Esse fenômeno é comum e pode acontecer por conta de características genéticas e por fatores fisiológicos.

Coisas que quem pode fazer lipoaspiração deve saber

Antes de realizá-la, porém, é importante estar ciente de que a cirurgia não é um tratamento para a obesidade, nem uma técnica de emagrecimento. Ou seja, quem pode fazer lipoaspiração são pessoas incomodadas com o excesso de acúmulo de gordura, localizado em qualquer lugar do corpo, e que não veem resultados positivos com a prática regular de exercícios e uma dieta saudável (mas que mantêm esses hábitos de qualquer maneira).

Além disso, candidatos ideais à lipoaspiração são:

  • adultos sadios, com a pele firme e bom tônus muscular;
  • não fumantes;
  • indivíduos com expectativas realistas e determinados a seguir todas as recomendações médicas.

A cirurgia pode ser realizada isoladamente ou em conjunto com outros procedimentos, como os destinados a reduzir o acúmulo de pele.

Quem pode fazer lipoaspiração deve estar consciente de que os riscos são raros. Incluem cicatrizes desfavoráveis, necrose e alterações de sensibilidade da pele, assimetria, trombose venosa profunda, entre outros.

Como é feita a lipoaspiração

A cirurgia é realizada por meio de pequenas incisões, quase imperceptíveis. Existem várias técnicas disponíveis, mas a forma tradicional de fazê-la é inserir uma cânula através dos cortes e movimentá-la, controladamente, para soltar o excesso de gordura. Uma solução líquida estéril também é introduzida, para reduzir o sangramento e o trauma. A gordura descolada é, então, aspirada para fora.

Pode haver inchaço e retenção de líquido, por isso, são usadas malhas de compressão ou bandagens elásticas para comprimir a pele. Alguns meses depois, quando esses efeitos colaterais desaparecem completamente, a melhora do contorno corporal fica evidente.

Com a manutenção de bons hábitos, a perda de tecido adiposo em excesso continua ocorrendo. No entanto, o ganho substancial de peso pode reverter os resultados conquistados. Isso pode ser evitado se houver cuidado com a alimentação e a prática diária de alguma atividade física.